top of page

#11 Personal Trainer A IMPORTÂNCIA EM TER UMA CONSULTORIA CONTÁBIL | Contador Leonardo Micheviz

Atualizado: 29 de abr. de 2021


Leonardo Farah:

Muito boa noite pessoal, tudo bem com vocês?

Luciano Rodrigues:

Boa noite, boa noite, Tudo tranquilo?

Antonio Andrade Junior:

Boa noite.

Leonardo Farah: Boa noite a todos, antes de dar inicio vamos com aquela rotina habitual né, para o pessoal se inscrever no nosso grupo no telegram, também de praxe aí se inscreva no canal, ative o Sininho para receber, enfim, receber as notificações de vídeo novo, toda vez que a gente entra online, e o tema de hoje é esse aí né “Personal trainer: a importância de uma Consultoria Contábil e estamos essa noite com um convidado especial que é o contador Leonardo.

Leonardo Farah: Boa noite Leo, seja bem vindo aí no nosso programa “profissional empreendedor”, fala um pouquinho de você, qual sua área de atuação, no que pode nos ajudar ... Leonardo Farah: bem na hora ele caiu, então vamos dar boa noite individual, a começar pelo Luciano que chegou agora.

Luciano Rodrigues: E aí e aí pessoal, boa noite a todos, friozinho em Curitiba né, Curitiba sendo Curitiba, inverno chegou. Esse é um tema bem interessante aí né para o Personal Trainer que é autônomo e às vezes não não tem controle das suas Finanças, eu achei bem interessante o tema e seja bem-vindo aí Leonardo, Leonardo Cabral ao nosso bate-papo aí, o tema é bem bem interessante.

Leonardo Cabral: Boa noite, obrigada.

Lenornardo Farah: tinha caído daquela hora então, fique tranquilo a palavra tá com você.

Leonardo Cabral: não entendi o começo que você falou o Léo.

Leonardo Farah: Então fala um pouquinho de você, da tua atuação e que maneira que você pode colaborar com a atuação seja do profissional autônomo ou mais especificamente no caso, esse universo do personal trainer.

Leonardo Cabral: Ok, então boa noite a todos, meu nome é Leonardo trabalho com contabilidade já a mais de cinco anos, atualmente sou formado em Ciências Contábeis pela Universidade Positivo e eu tô trabalhando agora com essa parte de legalização, e regulamentação aí das atividades e abrindo empresas então, nosso foco principal ali é deixar a empresa regular né, e trabalhar para ter o crescimento e o controle financeiro das suas empresas. Assim como nosso ... Cadê o nome dele? Assim como o professor Luciano falou agora pouco né, então eu ouvi só ele falando assim da parte financeira né, a contabilidade mais do que uma série de regras e normas né, ela trabalha com essa questão mesmo de controle financeiro auxiliar né as empresas a criar formas de crescer no mercado e trabalhar essa parte de estar regular e acrescente controle das suas atividades e no momento já que a gente tá falando aqui dos personal trainer né, a gente tem muitos profissionais que estão trabalhando como autônomos e não tem uma regulamentação, não tem uma empresa e muitas vezes isso pode trazer prejuízos tanto financeiros quanto dessa questão organizacional mesmo para o projeto deles né.

Leonardo Farah: Sensacional, passar a bola para o Fausto. Boa noite Professor Fausto.

Fausto Porto: Boa noite a todos né. Realmente acho que bem-vindo ao nosso contador Leonardo né, é isso o nome não é? Então o que acontece Leonardo, realmente a sua participação hoje ela é bem bem interessante né, nós estamos vendo ai os desdobramentos pós pandemia que tá acontecendo principalmente no nosso, no nosso mercado, ele saiu um pouco vamos dizer chamuscado desse apagão biológico né, uma parte das academias não voltou da questão do fechamento né, e aí com isso tá se colocando toda uma nova situação aos profissionais né, tá ficando claro que talvez essa crise como eu tenho colocado aí nas outras lives, essa crise ela veio mais para beneficiar o profissional do que o empresário que anteriormente estava ali posto, um dos motivos pra isso realmente é a questão da Carga Tributária, da questão dos gastos trabalhistas né. Então realmente sim, nós comercializando a questão da atividade física, do exercício fisico, talvez hoje um autônomo, como um personal trainer, seja aí um dos melhores pontos né, e realmente como nos temos discutidos ai em outras situações, parte das nossas deficiências, que não são poucas né, vem da nossa formação né, e ai com isso o que que acontece né, nós não temos na nossa grade currricular qualquer disciplina envolvida aí a questão financeira, gestão financeira, a questão do planejamento tributário, não tem nada se quer próximo, e aí o profissional se forma vai para o mercado e aí começa os problemas existenciais né. Eu tenho uma mascara né, daquela lá da investigação, “siga o dinheiro” a melhor descrição para uma assessoria contábil é na verdade que você colocou com bastante propriedade no início da sua fala, evitar prejuízos né. Porque só pra gente se posicionar em um tema, e eu tenho vivência nisso aqui em Brasília, a Receita Federal tá cada vez mais sofisticada a questão das Malhas né, então é historicamente, então no passado muitos personagens chegaram a faturar valores muito altos e sonegando impostos, e cada vez mais, se não cair na malha esse ano, talvez a malha mais aprimorada no próximo ano, pode ser aí num embaraço né. Então nesse nesse contexto aí que nós estamos colocando, como é que ele vê, vou fazer uma pergunta pra ele, como é que ele vê aí a questão dele ajudando aí um personal trainer, ou um candidato que quer fazer essa transição de empregado para empreendedor né. Qual seria aí o início de um planejamento, que ele poderia esclarecer para a gente?

Leonardo Cabral: Em um primeiro momento ali falando você até comentou da crise agora da pandemia né, que está dando um cenário onde quem tá trabalhando como autônomo hoje já tá sentindo dificuldades, principalmente personais no mercado sem um registro CLT né, que estavam trabalhando por conta, as academias fecharam automaticamente quem trabalhava em academia deixaram de trabalhar e consequentemente tem uma dificuldade financeira agora porque profissional autônomo ou liberal ele não tem ali recursos, recursos previdenciários e etc ali que vão subsidiar ele em caso de uma necessidade extraordinária né, no sentido agora do que você falou aí a transição de um CLT para um empresário ou autônomo né, essa transição é muito delicada por que tanto o empresário quanto o autonômo ele vai ter uma certa dificuldade no início da sua carreira para poder levantar recursos e se manter estável no mercado né, a partir do momento que ele sai no regime CLT ele deixa ali aqueles benefícios aquela “segurança” gastas por certo período e passa a trabalhar pelo seu próprio esforço então, é, demanda um esforço muito maior do profissional né para se manter no mercado e se manter em atividade e por isso que é importante que ele esteja bem orientado nesse momento se ele sair do CLT e abriu um...hoje em dia não se fala mais de Mei né, como havia falado em um outro momento com o Leo, não se fala mais em Mei para personal trainer por causa da questão da Educação Física ali, quando tem registro de órgão regulamentador não tá enquadrando no Mei mais, antigamente tinha muitos que se transformavam em Mei e ainda tinha aquela dificuldade porque o Mei segundo governo é mais prático né, só que nem tanto assim, tem uma série de regulamentação também que ele tem que se sujeitar e atualmente não tem como fugir, o profissional atuando vai tá pagando de imposto aí cerca de 20% sobre a sua remuneração né, mais o imposto sobre serviço então a pessoa jurídica dele que não pode ser Mei já necessita automaticamente de uma consultoria contábil, uma assessoria contábil né, mas mais do que isso a gente tá aqui para realmente apoiar nesse início de atividade ali e tanto profissionais autônomos quanto pessoa jurídica são bem vindos para ter a nossa orientação e profissional autônomo como eu já falei né a carga é muito maior em cima dele, então é interessante que ele procure se informar realmente aquilo vai valer mais a pena do que CLT ali, garantir uns recursos a mais do que ir para o autonômo sem estudar certinho quanto que ele vai pagar tributo a mais no caso eu oriento que mesmo no sentido ali que já comentaram comigo e você tem que pagar um registro a mais algumas coisas assim quando se abre uma pessoa jurídica está, eu digo que esse gasto que você vai ter a mais no início não se compara ao gasto de uma carga tributária se você continuar levando como autônomo.

Leonardo Farah: Maravilha, vou passar agora para o Professor Antônio. Boa noite Professor, tudo bem?

Antônio: Boa noite tudo bom.

Leonardo Farah: Toma seu gole de café e pode ir fazer a sua pergunta (riso)

Antônio: Pois bem professor, tô acostumado a falar professor, professor, mas no caso é contador Leonardo. Então né, eu já tive na minha equipe quando eu estava como gerente um contador lado a lado né e eu posso falar por A mais B que a função do contador dentro de uma academia é essencial certo, como que eu posso explanar de uma forma mais fácil pra minha academia falir ou não depende mais do gerente dar ouvidos ao contador do que não dar ouvidos ao contador porque eu digo isso teve uma prática muito convencional nas academias durante essa época de pandemia certo que foi o débito recorrente não sei se você ficou sabendo disso Leonardo Porém isso foi uma coisa muito normal nas academias ou seja com academia fechada acontecia o débito sempre na na conta dos alunos certo o que que aconteceu quando acontece isso o aluno chegava muito simpático pra academia e pedia o estorno certo e quem que faz o estorno no caso de academias com várias unidades no caso é o contador da academia e não o CEO ou muito menos os gerentes é quem realmente fica com o olho no dinheiro do dono né então eu posso falar por A mais B que o contador é o a peça chave de uma academia que tem mais do que duas ou três unidades Porque a partir do momento que uma academia começa a lucrar mais do que 50 mil por unidade o dono perde a noção do dinheiro perde Infelizmente essa maior realidade não sei qual que é a sua experiência dentro do ramo de academias Leonardo mais podemos nos embasar o que que precisa para fazer uma academia porque para o estúdio hoje eu sei que basta ser autônomo para montar um estúdio de personal certo mas para academia que é melhor para fazer uma academia seria fazer um Mei seria fazer uma Eireli o que seria melhor? Obrigado.

Leonardo: Interessante sua pontuação no sentido que para a gente abrir uma academia é basicamente, a gente que avaliar a disposição dos sócios ou do único sócio porque agora tem essa opção também, em estar atribuindo valor aquela academia. Você citou por exemplo uma Eireli, você tem que ter um capital, abrir uma Eireli de 100 salários mínimos, então o capital inicial, é claro o Capital inicial de uma academia vai passar disso fácil, porque são muitos equipamentos, só estrutura e tudo isso né, já passa disso mas se você for olhar o cenário, onde você pode abrir uma Eireli ou uma empresa individual, na empresa individual independente do valor do seu capital social investido, se você investir 100 salários mínimos, 200 salários minímos ou quanto for, você vai estar respondendo solidariamente por qualquer, qualquer desembaraço ali que tiver, qualquer dívida ativa todo toda obrigação da academia passa automaticamente para o empresário já a Eireli você tem um capital social mínimo de 100 salários mínimos justamente para você garantir que a tua empresa vai, vai pagar a sua dívida e aí a sua renda não vai ser comprometida né o teu dinheiro guardado, teus bens, aí cabe ao empresário mesmo avaliar aonde ele quer se posicionar né e ver se vai ter capital social suficiente para isso ou se vai vai passar disso né, depende muito, mas o que diferencia mesmo da Mircro Empresa para Eireli seria basicamente essa parte do capital social, e além disso tem outras formas também né se você quiser trabalhar sozinho mesmo, não quer ter sócio, pode abrir uma sociedade limitada unipessoal que da mesma forma que uma Eireli vai ter a responsabilidade limitada ao valor do capital social, então você vai comprometer os seus bens, o seu dinheiro somente limitado ao capital social, se por exemplo você tiver uma divida, um capital social de 30.000 valor baixo aqui só pra gente ter só como parâmetro, você tiver um capital social de 30.000 na tua empresa, tiver uma sociedade limitada unipessoal ou uma sociedade limitada tradicional e até mesmo a Eireli né, a Eireli sua divida vai ser até o teto de 100 salários mínimos, mas uma sociedade eu tenho 30 mil, se você tiver uma dívida de 50.000 você vai pagar aquele, se você tiver 100 mil de renda você vai pagar aquele seu capital social, só 30 mil se você for uma empresa sem ter um limite de capital social, você vai dar todo os seus 100 mil para quitar aquela dívida, então toda a sua renda, seus bens, vão ser executados no caso de uma ação, basicamente é essa diferença dessas forma de atuação né. E um estúdio, você falou que tem como ser um profissional autônomo também, mas eu acredito que tenha, não tenha que fazer uma pessoa jurídica também para abertura do estúdio? Ou só profissional autônomo mesmo já está valendo?

Antonio Andrade: Só profissional autônomo já está valendo.

Leonardo: Então nesse caso caberia ao profissional avaliar a possibilidade de ele trabalhar como autonômo ou como pessoa jurídica também para abrir esse estúdio, é igual eu falei naquele momento anterior, já ouvi reclamações em relação ao profissional autônomo paga uma uma inscrição do teu conselho né, abrir um estúdio como uma pessoa jurídica vai pagar duas inscrições, aí você tem que avaliar quanto ao seu faturamento se vale a pena por exemplo você pagar aquela folha do autônomo é 20% né, INSS da contribuição ou você abrir uma empresa que está em 6% pelo simples nacional até 480 mil por ano, daí você tem que avaliar se vale a pena pagar os 6% e retirar um pró-labore tributando 11% né, porque o pró labore se tributa 11% do INSS ou compensa por exemplo você faturar 100.000 no mês e tributar 20% disso né.

Leonardo Farah: Show de bola, calma aí que o professor, deixa eu ligar aqui, pode ir, pode falar agora professor.

Fausto Porto: Quero fazer uma pergunta, tá bem colocado esse início da nossa conversa porque assim, boa parte dos profissionais infelizmente que eu tenho conhecimento, trabalha na informalidade né e não entendem ou não compreendem de uma forma clara, aí seriam as questões aí vamos dizer assim contabéis, ou tributárias ou fiscais, acho que valeria a pena uma explanação sua Leonardo sobre o critério do seguinte, porque até onde eu tenho conhecimento dessa situação, eu acho que vale a pena uma explanação sua Leonardo. Eu tenho conhecimento você tem mais tem mais propriedade para falar sobre isso, qual seria a diferença de você atuar como CPF ou de atuar como CNPJ? Até onde eu tenho conhecimento, a vantagem de você abrir o CNPJ é justamente em cima da tributação, se o profissional foi efetivamente, e é isso que eu chamo atenção aqui na primeira fala, que a Receita Federal cada vez mais está começando a ter controles e que a sonegação vai ficar cada vez mais difícil então assim, em um primeiro momento, que abrindo talvez um CNPJ a medida que que ele tem uma certa maturidade para atuar como personal possa ser muito mais construtivo para ele do que ele continuar cobrando ou receber dos seus alunos, a sua própria conta corrente, que amanhã ou depois de uma forma ou outra no Imposto de Renda, porque daqui a pouco a receita vem para cima do personal, cade a sua renda né? que que você acha disso, dessa questão? Seria mais vantajoso o CPF ou CNPJ e quais seriam os benefícios de cada um, do outro então?

Leonardo: Quando a gente fala nessa comparação aí a gente volta um pouquinho ali né. O CNPJ e CPF qual a diferença deles? O profissional que ele trabalha só com CPF ele vai trabalhar como autônomo ou profissional liberal, o profissional liberal ele tem a mesma maleabilidade de horário, de trabalhar como autônomo, liberal autônomo com CNPJ você vai ter essa variabilidade porque você vai ser dono da sua força de trabalho né você não vai ter que ficar controlando o horário como seria no CLT, essa é uma das vantagens desses três segmentos né, e quando a gente fala da parte financeira, a principal desvantagem financeira do profissional atuando para um CNPJ né, é exatamente essa questão da Carga Tributária que recai sobre o autônomo, infelizmente o profissional autônomo ele tem uma carga maior, não é igual, isso tem que avaliar dentro de um contexto de faturamento dele né, dependendo do valor do faturamento mensal dele valha mais a pena ele se manter como autônomo, mas em dado momento já não vale a pena mais ele trabalhar como PJ, ele vai retirar pró-labore ele vai tributar em cima desse pró-labore, assim uma pequena parte né vai ser menos que 1% no final, não vai ser 11% e toda a questão que ele tiver de distribuição de lucro, por exemplo vamos dizer aqui que um profissional hoje esteja faturando 100.000 se ele for como autônomo ele vai ter que tributar 20% da renda dele para pagar o INSS e vai pagar mais ainda os 5% de ISS, o profissional autônomo é calculado em cima de recibos individuais né de cada cliente que ele tá pagando um profissional que trabalha como PJ ele vai tirar pró labore por exemplo de R$ 2000 um valor mais alto do que o salário minímo ele vai tributar 11% e toda a parcela restante do lucro dele ele distribuir e vai ser isenta de imposto de renda e vai ser isento de outros tributações também porque isso já é tributado no Simples né, tanto o IPI, IPI não ... ICMS, ISS, PIS e Cofins tudo hoje vai estar no Simples Nacional dentro dos 3% o IRPJ e ICSL então toda a parcela restante deduzidos os impostos e as despesas que ele tiver com uma PJ, distribuição de lucros e não vai incidir imposto né, então dá para avaliar, às vezes não trouxe não tá recebendo um pouco menos vale a pena dele trabalhar ali como autônomo também mas daí tem que fazer uma avaliação ponderada de cada cenário que ele se encontra.

Leonardo Farah: Sensacional isso, vem ajudar esses primeiros 20 minutos com essa interação, já esclareceu muitas dúvidas né que acontecem até como o professor Fausto ali ele comentou, lá dentro da formação na educação física acredita que outras áreas da saúde a gente não não tem essa essa informação e que é extrema importância né. Ah vou aproveitar aqui eu vou dar um boa noite para ngela, ngela que é fiel toda semana está conosco aí tenha uma boa noite ngela. E aproveitar agora e passar a palavra para, Opa deixa eu abrir aqui pode ir pode falar então Leo. Tem que liberar o microfone que não ...

Leonardo: eu ia falar aqui né que o profissional autônomo, não vai ter ai, como ele vai contribuir, por fora, ele não vai ter também aquelas, aqueles benefícios e segurança que o profissional PJ que tira um pró labore vai ter né, então por exemplo que ele ficou 2 meses sem trabalhar por um acidente de trabalho alguma coisa assim ele vai ter alguma segurança previdenciária que vai cobrir esse Esse período aí que ele não vai ter trabalhando.

Leonardo Farah: Ah correto, quer falar alguma coisa Luciano?

Luciano: Quero, o Mei eu acho que tem feito muita falta né para os personal trainer particularmente tinha muitos personal trainer que tinha um mei eu não sei o motivo que extinguiram O Mei né, o Leonardo pode me ajudar, mas você tinha uma tributação todo mês fixa né, E como personal trainer é muito sazional né, Às vezes você tá me com 10 / 12 alunos Tem época que você tá com menos 2 ou 3 então é difícil um personal trainer se programar nas suas finanças Eu por exemplo eu declaro Imposto de Renda pelo CPF né então eu pago lá os 27,5% né desconta dentista, plano de saúde, previdência, alguma coisa nesse sentido mas eu acho que eu tô pagando muito imposto de renda não que eu esteja ganhando milhões, mas é o imposto que o mei ele você pagaria menos né E se eu não me engano era o valor que você paga para se enquadrar no Mei tinha que receber até R$ 60.000 por ano Leonardo por favor me corrija Se eu estiver errado mas você tinha ali um certo controle nas suas Finanças né e o que que ele aconselha assim por exemplo no meu caso né, eu eu não não tenho CNPJ, eu declaro Imposto de Renda pelo CPF né que ela tributação de 27,5% e desconto de algumas algumas coisas que o Imposto de Renda ele me garante um desconto assim dentista, plano de saúde e tal, mas o que poderia melhorar assim será que eu teria que fazer um uma empresa como autônomo seria viável isso né no caso muitos personal trainer tem o alvará de autônomo aqui pela Prefeitura Municipal de Curitiba mas é um alvará que não tem um retorno, algumas academias Pedem esse alvará de autônomo justamente para você não ter um vínculo trabalhista eu entendo o lado dos empresários mas você paga um valor anual e você não tem um retorno nenhum desse alvará de autônomo o Mei já ouvi muitos deputados federais, porque tem que ter uma iniciativa do governo federal do executivo né para voltar a ter Mei, eu vi alguns deputados que estavam entre aspas lutando sobre isso, que o Mei foi extinguido em 2019 para voltar em 2020 mas até agora ficou só naquela conversa política, Talvez o ano que vem nas próximas eleições e apareça mais alguns aí no sentido de reaver esse Mei, que ao meu ver faz muita falta no caso para o Personal Trainer autônomos.

Leonardo: Nesse sentido do Mei ai, a partir de 2018 foi foram extintas diversas atividades do regime Mei né, entre elas foi atividade de personal trainer tendo em vista a regulamentação do conselho de classe, até 2017 contabilidade, nutrição, todas essas atividades que tem registro no conselho elas eram liberadas no Mei e foram extintas em 2018, isso foi por uma Lei também né que retirou, justamente para “entre aspas” alavancar essas empresas né, trazer crescimento e infelizmente acabou aí aumentando a carga tributária de empresas, muitas empresas que eram Meis atualmente agora aumentou a carga tributária dele né pagava 50 ou 60 reais que eram pagos agora tem que tributar em 6% então se você parasse ali 80.000 que o limite do Mei atual, 81.000. E isso tem sido uma dificuldade principalmente quem tava no Mei e teve que fazer a transição aí foi uma progressão desafiadora muitos desistiram do regime porque foram para autônomo de novo porque acharam que não valia mais a pena. Na questão aí que você me disse do Imposto de Renda é um outro ponto muito importante que a gente tem que destacar aqui que é o imposto de renda da pessoa física, imposto de renda da pessoa jurídica, imposto de renda do Mei e no Mei se você tiver trabalhando como Mei aí eu mesmo fui lá abri meu mei tô fazendo pagando imposto mensal e fazendo declaração anual por conta beleza vai chegar no final do ano você vai ter que declarar a tua renda do Mei como pessoa física, então se você faturou em 2019 por exemplo 80.000 que é o valor limite que você vai declarar isso como pessoa física, você vai tributar sobre os 80.000 o valor do imposto de Renda que você vai pagar da pessoa física, porque no mei não existe naquele 50, 60 do Mei não existe alguns tributos tanto no Imposto de Renda da pessoa física, como jurídica não estão enquadrados dentro daqueles R$ 50,00 do Mei então chega no outro ano você tem que declarar o valor como um todo é perante o fisco para ser tributado aí está a diferença, se um Mei tem uma assessoria contábil, tem um contador que vai fazer a demonstração contábil dele né e fazer a escrituração mensal ele vai tributar somente a parte que ele tirou como pró-labore tá se por exemplo o Mei hoje ele paga pró- labore sobre um salário mínimo de pró-labore durante todo ano a diferença entre tais como distribuição de lucros distribuição de lucros assim como uma pessoa jurídica também não incide Imposto de Renda, então vale a pena até para o Mei mesmo ter uma consultoria e Assessoria Contábil para tá ajudando ele nessa declaração de imposto de renda no final do ano né ele não tendo controle financeiro, fluxo de caixa, uma assessoria de um contador, ele o governo entende que é uma empresa de lucro presumido então 32% daquele lucro que ele teve se for serviço, se for comércio é menos ainda, fica isento de Imposto de Renda, o restante desse lucro que ele obter vai ser tributado, quando a gente fala agora de uma pessoa jurídica, você por exemplo agora decidiu que vai abrir uma conta jurídica a partir de agora a partir do momento que você é pessoa jurídica você vai fazer seu pró-labore também se pode fazer um pró-labore ali Dependendo do salário-de-contribuição que você quer receber depois pra garantir sua aposentadoria você coloca um pró labore equivalente a isso contribui com ali com seu INSS, determina o valor ali e vai ser impossível de fugir né só vai ter que tirar o IR da fonte ali e fora o pró labore todo o restante do lucro você não vai declarar como como Imposto de Renda você vai declarar Ele só não que não como rendimentos tributáveis né você vai declarar ele na parte de rendimentos isentos Por que é contribuição de lucro da pessoa jurídica tem que deixar um caixa também na sua pessoa jurídica senão vai retirar todo lucro porque são duas coisas distintas né, a pessoa física e a pessoa jurídica é importante também que o profissional tenha em mente né para não misturar a sua renda como a da empresa, muitas vezes você gasta mais do que o pró labore né mais do que a tua empresa garante ali para você de lucro e acaba no final do ano se comprometendo ali mas é essa parte de distribuição de lucro é uma coisa que faz muita diferença mesmo para o imposto de renda.

Leonardo Farah: Perfeita a sua fala, bem esclarecedora e quantidade de ISS, IR, I não sei o quê (riso) como atuação a gente vende o nosso serviço de personal trainer para cuidar da saúde das pessoas. Acho que profissionais que atuam nessa área precisam ter uma assessoria né, uma consultoria contábil para cuidar da saúde financeira, e que você acha Fausto?

Fausto: interessante, isso que eu ia falar interessante né, na questão de que eu fazendo as minhas pesquisas para o primeiro e para o segundo livro eu encontrei alguns casos bem interessantes na questão do contador né, eu estava aqui pensando na questão da contratação do contador né, enquanto personal Mas eu vi uma parceria de simbiose na qual o contador dava Assessoria Técnica ao personal e o Personal por sua vez passava o treinamento para o contador por um caso é bem, emblemático que eu acompanhei, olha ai Luciano, de repente algum contador por aí pode dar uma Assessoria você prescreve o treino e ele faz seu imposto de renda aí tá tudo certo, esse é um ponto e outro ponto também que achei bem interessante nesse levantamento que eu fiz no segundo livro, siga o dinheiro né, onde tem contador, costuma ter dinheiro, então o rapaz aqui em Brasília usou a seguinte estratégia ele chegou no contador tentou identificar quais eram os clientes mais abastados né para ter uma informação privilegiada financeira E aí depois ele partiu para captação daqueles, daqueles clientes e daquela carteira do contador né então fica aí a dica como empreendedor né de uma parceria com o contador pode abrir boas portas para você aí principalmente lá com o gerente do banco né ou com novos clientes, agora assim que estamos conversando aqui uma parte era o mercado tradicional né e coisa estava fluindo agora que eu tô entendendo também que tá bem diferente do que era como antes e o pessoal avançou bem para a questão das empresas na web Lojas Virtuais né, já é comum personal trainer Abrir sites né com com soluções na plataforma de treinamento mas ali dentro acoplado Naquele site acoplado uma loja, uma loja virtual com todas as opções de pagamento, cartão de crédito transferência, boleto, esse tipo de realidade só que assim não sei eu gostaria de perguntar para você essa questão se hoje essa questão de nós vimos para internet abrimos vamos dizer assim, lojas virtuais acho que eu acredito que possa ter alguma diferença principalmente na questão da tributação da votação para web né um montando uma prestação de serviço via e outra coisa também achei bem interessante nessa soluções e eu gostaria de uma opinião sua você tem a questão lá do PagSeguro essas plataformas que você acaba intermediando o pagamento elas estão vindo agora com a nova opção câncer é o seguinte eu recebi por ela e depois ela transferir para sua conta corrente pessoa física ou pessoa a pessoa jurídica né só que agora estão disponibilizando a transferência do saldo que você tem para o cartão de crédito e algum eu já vi soluções também com cartão de crédito internacional então ele você e pega seus honorários recebe essa parte do cartão que você tem que você tem para me dizer aí você respeita aí a tributação é diferente essa questão do uso do cartão de crédito é positiva não é que você poderia cumprimentar para nós.

Infelizmente, ainda não tem muito incentivo né ao e-commerce no Brasil. Essa é a tributação do comércio, do comercial levantem-se da mesma forma que Como conversacional você vai estar gerando ali uma prestação de serviço ou com a venda de um produto né E vai estar tributando se você for no simples vai estar com botão ali com a letras menores e melhores né ou nem sempre né dependendo do limite ali faturamento anual Pode ser que nem compensa mais você ficaram Simples Nacional nele havia diversas raças e necessário sair do Simples Nacional porque tava pagando muito mais encosto aí mais uma motivação aí para ver uma consultoria contato né porque se você chegar no final do ano lá você vê que tá pagando 20 mil de imposto do Simples Nacional isso aí está um pouco alta né então você pode ver formas de realizar um planejamento tributário e muitas vezes pagar menos uma outra coisa que tá voltando ali no assunto em relação a empresa né só não tinha aqui é que a gente tem que estar alinhado principalmente no início da dessa caminhada como PJ você tem que avaliar firmemente para se manter um simples que gosta dessa profissão lucro presumido por exemplo você já vai estar tributando também muito mais a tua folha de Salários vai tá tricotando além do que você desconta do seu trabalho você vai pagar 20% sobre seu colabore pela parte da empresa então se você considerar isso tem que se manter nos índios por causa da folha ali e continuando aqui na sessão de comércio né Eu acredito que teríamos aí novidades Nesse sentido porque isso tende a crescer ainda ser um ladrão do Futuro e o governo com certeza vai estar investindo nesse modelo né a gente já vê aí principalmente em Varejista e eles conseguem um preço muito melhor mas grande parte desse esse valor que eles conseguem Não é por causa da Carga Tributária. É verdade, é por causa da equipe que vai ficando cada vez mais enxuta né, não se você precisava de 20 caixas a sua empresa agora você precisa apenas de uma pessoa ali que controle pelo corpo precisa de 20 pessoas trabalhando em 20 caixas com a fila enorme então isso bem também acidentando ali o menor preço dentro do e-commerce né não é necessariamente a carga tributária pois ela tem Batman tendo aí dependente do da forma que você trabalha essa questão de comer ela é bem pragmática mesmo porque o que que acontece né ah se monta uma estrutura de loja virtual ela fica muito mais enxuta e objetiva E aí não depende de mão de obra né O que que faz a dentro desse sistema só para ter uma ideia o que operação ela acaba se tornando mais onerosa e a logística do produto final o custo operacional ele corresponde em torno de 54 a 56% do valor final de venda do produto final colocar aqui ó a Isabela mandou boa noite e a gente tem uma pergunta da ngela tá perguntando aí se for abrir de início Studio por exemplo na garagem de casa devo começar como autônomo ou pessoa jurídica ou faço de acordo com a quantidade de alunos atendidos e renda mensal respondendo à pergunta da ngela né tem que ser bem avaliado né. Toda a tua renda todo teu eu faturamento no Messi e você teria como tá com assessoria de um contador ou de alguém aí que trabalha nessa área tributária na área financeira para que possa estar te auxiliando nesse início de caminhada é uma se vai ter uma noção ali do que o que você vai escolher dependendo da sua renda né se você perceber na análise fazer ali que compensa mais um ou outro é essa que eu tenho que passar para você avaliar né eu posso falar aqui que a pessoa jurídica ela tende a ser mais vantajosa no decorrer do tempo do que um autônomo né pelos números pontos que foram comentados já né que ela abaixa a carga tributária a questão ali de benefícios previdenciários estabilidade e garantias e a parte ele que você vai ter uma grande parte do seu Imposto de Renda vai ser Abatida em distribuição de lucros tá então cabe avaliar bem o cenário que você se encontra aí para trazer uma resposta mais objetiva mas a pessoa jurídica ele tem que ser mais vantajosa no caso Às vezes você vai pagar Igual eu falei tem que pagar ali r$ 700 de taxa da pessoa física e r$ 700 da pessoa jurídica para o conselho mas se você comparar com no final do ano é lá por Março Abril você vai declaração imposto de renda e você vai pagar mil dois mil de imposto já tá valendo a pena você fazer a transição para pessoa jurídica ali e pagar r$ 700 a mais do que vale mais a pena do que o imposto quiser pagar só na declaração de ajuste né te fazer uma pergunta para o Leonardo um exemplo prático para gente analisar termos de personal trainer e se compensa por exemplo dois personal trainer cada um tem um rendimento anual de média de 72.000 Digamos que uma média mensal é de 6000 que elas têm uma média de um personal trainer vale a pena esse profissional que anualmente tem um rendimento de 72.000 continuar como autônomo deve declarar para o CPF ou ele vale é mais vantajoso ele se juntar um outro personal trainer e abriu uma microempresa simples por exemplo esse outro personal trainer ele teria uma renda também equivalente você dividir a renda com ele, mesmo profissional com o mesmo valor de média 6000 por mês é que por ano daria 72.000 então serão dois profissionais cada um tendo em média o rendimento anual de 72.000 seria vantajoso eles continuarem de forma unilateral com CPF com autônomo ou eles de repente pensar em uma junção e abrir uma microempresa simples ou algo similar você acordou agora eu acredito que uma microempresa do simples seria muito mais vantajoso para os dois né justamente por causa aí da tributação do Imposto de Renda que ela vem em cima da gente mesmo sem dó então justamente por causa disso se vocês forem pagar parcelas de autor os dois vocês vão tributando aqui sobre um valor de r$ 72,72 né então pagando a mesma coisa que você vai pagar ali de Carga Tributária vai depender com carga tributária ele vai estar dependendo se você levar para o lado de uma empresa simples é onde você vai ter 6% de ação em cima do Senhor do seu faturamento total você vai tá com 6% aí que você não vai com esse faturamento anual você não vai estourar o limite da primeira faixa EA 180.000 tem umas que é manter ele nos 6% e vocês podem tirar com certeza um pró-labore dependendo da Necessidade vocês podem tirar aquela bola é maior e menor isso vai depender do que vocês querem garantir aposentadoria no futuro né E também dá para o gasto mensal ali né se você precisar de 67 mil de gasto mensal você não pode tirar para gente comprar uma bola de r$ 1045 para salário mínimo hoje e distribuir toda a parcela de lucro mensalmente na parcela de lucro que você tiver você vai distribuir indo periodicamente não é minha somente não é o ideal Então o que acontece muitas vezes a pessoa e gastando com a própria conta da empresa coisas pessoais misturando essa sua as suas contas ali misturando as pessoas né e acaba às vezes atrapalhando um pouco mas se você tiver um cara bacana e manter ali uma distribuição de lucros periódica aí chegar no final do ano e você declarar imposto de renda por exemplo se vai ter uma diferença considerável do que você tá tributando 72.000 imposto de renda e tem contato que sobre a tua parcela de pró-labore você ainda tem o direito de descontar dependente descontar plano de saúde etc. Então tudo isso vai valer, vai demonstrar um posto de menor no final do ano.

Quero dar continuidade Luciano. Obrigado esclareceu bem aí então acho que os personal trainer tem que pensar em fazer essa junção né quem declara Imposto de Renda pelo CPF então é mais vantajoso se derrepente fazer uma fusão de dois personal trainer e abrir uma microempresa simples é isso meu marido se a microempresa simples sinal que mais se encaixava nessa situação realmente ao meu ver começaria bem mais empresa simples né até porque uma empresa simples com dois sócios provavelmente a taxa era mais tô falando da Tati porque foi um comentário ali que o pessoal reclamou mesmo na última Live tranquei O problema é a taxa do conselho mas dois profissionais Ali você vai pagar provavelmente vai pagar uma taxa né porque normalmente até 5 profissionais você pagar uma taxa Então você vai pagar r$ 700 da sua taxa esqueci já isso para vocês que foi eu que comentaram e mais r$ 700 previsão para pessoa jurídica só que se você botar depois do Imposto de Renda que vai ver que vai passar disso né Mas e se você ter um imposto de renda distribuído como lucro fica uma parcela isenta sobre o conselho muito profissionais pagam um duplicidade essa taxa não paga uma pessoa jurídica e pessoa física ao meu Verde veio me pagar uma Taxa única né se é um profissional que tem estúdio por exemplo deveria pagar eu não sei cedo para mim tá cortando a voz dele Será que só para mim oi tá funcionando eu acho que é para mim tá cortando a tua também não o pessoal reclama bastante dessa taxa de combinou tá ouvindo vamos esperar ele entrar de novo então mas eu ouço bastante reclamações por exemplo de profissionais que tem um estúdio e a turma no estúdio e paga uma taxa de pessoa jurídica e pessoa física né Eu acredito que seria mais justo se o profissional em um estúdio e trabalha no estúdio ele pagar uma Taxa única né talvez a taxa mais alta que a pessoa jurídica é ao meu ver seria mais justo Então acho que essa reclamação que ele citou aí dos profissionais que reclamam muito dessa taxa o conselho e eu acredito que para voltar o mei o conselho tem que brigar mais por isso seja o confef Conselho Nacional de Educação Física os conselhos regionais né porque o meio e realmente tá fazendo falta aí para o profissionais de educação física e o conselho tem essa preliminar juridicamente politicamente de brigar por isso junto com o poder legislativo é Para retomar esse mei para personal trainer que para alguns é uma boa opção de tributação né, assim que ao meu ver por exemplo né Pode ser que os conselhos também esteja achando vantajosa essa mudança porque daí eles arrecadam mais uma taxa da pessoa jurídica na sociedade limitada empresária limitada né ou uma Eireli dentro do mei eu agora não me recordo mas que você acha de pessoa física mesmo não tinha mais segunda taxa não acredito que às vezes até o próprio conselho possa ter requerido isso às vezes até partir dele não tenho certeza agora mas pode ser porque todas as profissões um conselho de classe como falei foram extintas do mei então tanto educador físico nutricionista médico advogado computador todas elas foram excluídas do regime fazer uma pergunta com relação ao custo. Qual que é o custo médio né para operacionalizar, a contratar seja por assessoria, consultoria, falar em números exatos fica à vontade eu falei uma média praticada no mercado...contato é difícil de falar um fechado né porque a gente varia muito o perfil do cliente é um presente pelo você é um profissional hoje que abriu a empresa e tem um faturamento ali de 100.000 não tem nenhum empregado não tem nenhum funcionário avalia fazendo isso aí então eu não vou cobrar de você um valor maior do que alguém que fatura r$ 50000 por exemplo dois funcionários principalmente a parte de folha de pagamento de funcionário é o que varia bastante na sua serviço né então uma pessoa que às vezes tem um tratamento de 100 200 mil pode ter um serviço ali um pouco mais barato do que uma pessoa com 50.000 com dois funcionários então isso vai valer muito a sua situação com uma empresa e no teu perfil de pessoa jurídica mesmo né então ele quis falar sem valor exato mas por causa disso aí mesmo a gente avalia bem faturamento de notas fiscais é quantidade de funcionários e principalmente o regime tributário regime tributário uma coisa que varia muito a gente vai na empresa né um regime tributário simplificado do Simples Nacional ali é um regime que às vezes uma empresa que fatores em Rio Real não dá estacional não dá o mesmo trabalho empresa que atue sem ganhar né então no real que trabalha muito maior é dentro da habilidade né tanto lucro real contra presumido novamente as duas Simples Nacional Digamos que uma empresa do Simples Nacional ele sem nenhum funcionário eu acredito ali que parte de uns r$ 350 a base né, não é tão caro pensando em todo trabalho que vai dar para ter essa orientação. O que que você acha Antônio?

Antonio: acho que segunda-feira eu passo no local onde o Leonardo que trabalha para eu fazer uma consultoria com ele porque meu computador não me explicou desculpa eu falar um palavrão aqui mas não pega nenhuma comparado com que orar nesse ficou nessa Live de uma hora né porque eu fiz um autônomo Porque eu tive que correr atrás de tudo sozinho né não tive auxílio ao serviço de contador nenhum né então segunda-feira eu tô passando aí beleza do Nardo vou deixar marcado aqui então Antônio E é assim que a gente não se interesse mesmo é justamente né fazer essa parte ver a melhor forma de vós tendes ir adiante não é às vezes é assim eu já tenho muito trabalho para fazer já não sei o que faz a nossa ideia era justamente essa né porque se a gente não ensinar o nosso cliente por onde ele vai andar ali a gente acaba às vezes perdendo o cliente no meio do caminho não porque o nosso serviço foi mal feito ou alguma coisa assim mas às vezes o próprio cliente acaba ali tendo dificuldade financeira dificuldade de se manter mesmo e a gente acaba perdendo por causa disso né porque Justamente não foi daquela assessoria que ele empurrou para ele né a pouco é uma passada eu tive uma conversa de mais de uma hora com, Não era nem cliente, foi uma conversa igual a nossa aqui mesmo quando eu orientei ele falou assim caramba contador mesmo já tinha conversado com 23 contadores, nenhum ter passado mesmo essa posição para você e eu acredito Isso sim faz diferença né porque muitas vezes até dentro do centro Nacional mesmo pensamento na máscara de serviço a gente tem ali líquidos diferentes, tem uma variação de imposto dentro do próprio sensacional essa parte de avaliação mesmo lançamento tributário e tudo é muito importante desde o início daqui a gente se encaminha ali e siga na direção do Sucesso Leonardo faz um convênio aí com personal trainer se eu já uma consultoria ou seja um trabalho mensal porque eu vejo que muitos personal trainer às vezes como pastor falso falou é tão ali não declarando Imposto de Renda porém não sabemos o caminho é automático não ter uma opção a tomar e daí isso lá na frente pode fazer falta por exemplo financiamento de imóvel financiamento de um carro Imposto de Renda pode fazer falta então fica uma sugestão aí fazer um convênio aí que o pessoal com os colegas aí da forma que você achar melhor ou seja por uma consultoria às vezes até online né porque agora né Essa pandemia aí muita gente tem feito o atendimento online porque nos esclarece muita coisa aí né Obrigado aí pela pelas suas escolhas pelos seus esclarecimentos aí. É pode ser tradicional mesmo TV que é o que nos falta às vezes é transformarem ou profissionalizar. Nossa atuação né a gente é Tecnicamente a gente é muito bom mas essa parte da gestão de vocês e da própria empresa em falta e a proposta desse projeto personal empreendedor é trazer um pouco isso não é verdade, novos desafios aí pela frente é interessante nessa nossa conversa né com profissionais com perfis diferentes Porque sim vamos fazer uma cirurgia agora eu acompanhei durante um bom tempo um pessoal que trabalhava em cooperativa né pessoalmente a cirurgiões médicos ali a anestesistas E aí todo um estudo contábil para ver a melhor forma deles diz atuarem né E isso também está como uma prática que é pouco comum no nosso mercado nós estamos acostumados a realidade vamos majoritária da contratação pessoa jurídica autônomo academia mas com uma pessoa física né não é muito comum a contratação de CNPJ para CNPJ e aí Talvez possa ser um novo o novo sem o pessoal é avançar né Eu acho assim entendi agora de orientações eu acho que caberia também o SEBRAE tem uma tem um tem uns umas áreas de suporte nesse critério e que talvez um profissional poderia também buscar ali algumas orientações iniciais e alguns custos mínimos ou básicos também que poderiam tentar pelo menos tomar um pouco deixa eu falar com a nossa formação que realmente é um tema totalmente Alienígena uma boa parte dos profissionais né agora é Leonardo seguinte nós estamos curtindo aqui há um bom tempo a questão do impacto da tecnologia e eu tenho estudado bastante essa questão do que a tecnologia vai lá em cima das profissões aí agora o seguinte eu tenho conhecimento de alguns aplicativos Como por exemplo o conto Azul daqui mesmo os mais comuns que tem por aí que que vocês assim você acha também que a própria profissão de contador ela tá ameaçado com a tecnologia com o surgimento desses app sair tentando subir destituir os profissionais né então assim para fechar minha fala né que aumente a colaboração traz para mim de novo que nós precisamos mas o que que você tá achando aí nessa questão da tecnologia também para contabilidade será que vai colocar a tampa a nossa produção como a de vocês de cheque é que eu gostaria de saber sua opinião e obrigado pela colaboração aí primeiramente agradecer também o comentário para Luciano ali com certeza a gente pode pensar em uma parceria aí até já tá em contato que Léo ali a gente já tem um contato ali já dá para formalizar aí quem sabe trabalhar com vocês também Aí a gente levar isso Esse projeto aí para mais pessoas também e então o senhor Fausto a gente aqui eu digo assim a tecnologia ela vem para a verdade a gente tem que usar ela para facilitar nosso trabalho a gente não pode deixar o nosso trabalho ser levado por ela então eu digo por exemplo assim esses aplicativos essas formas de atuação né que estão trazendo conta azul mesmo até para contabilizei é uma grande empresa aí do setor contado né ela também tá trazendo o susto extremamente baixo para as empresas entre aspas porque o faturamento por exemplo uma contabilizei você paga lá 89 90 por mês mas esse jogo compartilhamento de tela 20000 passou de 20 mil já vai subindo e daqui a pouco você vê que tá o mesmo preço até mais caro que uma contabilidade para adicionar né mas o que eu digo que vem para para mudar mesmo é a gente trabalhar junto com essa tecnologia e o diferencial mesmo cada dia mais a gente vai ser provado a trazer um novo diferencial novas formas de trabalho né E realmente fazer uma contabilidade consultiva por exemplo contabilizei mesmo novamente se você for contratar um pacote lá de dezembro você esse pacote de 89 90 até 300 e pouco Sky você não tem um contador dedicado para sua empresa são vários Os Estagiários eles tem alguns computadores lá dentro mas a maior parte da situação operadoras de gestor de software esses caras não te atender durante o período que você tiver necessitando de alguns parte lá e eu digo assim que você ter uma contabilidade não tradicional já tá caindo em desuso mesmo realmente computadores tradicionais que tem naquela mantendo né Trabalhando como apenas um guarda-livros quando a gente costuma Chamar que ele se mantém ali somente a escritura no imposto não vai se manter no mercado finalmente por quê tá igual a tua guia de imposto, então isso não é um diferencial eu acredito que o diferencial mesmo seja essa contabilidade consultiva esse apoio ao empresário é esse aí mesmo eu chamo os dentes aqui de parceiros na verdade que a gente é uma parceria a gente busca né o crescimento do nosso cliente a cliente possa crescer junto então essa ideia de uma contabilidade diferenciado qualidade com as curtidas um crescimento ali orgânico o cliente né e buscar realmente a tecnologia a nosso favor e não contra nós é um por exemplo se você tiver opção ali de usar um ponto azul no escritório de contabilidade você usa aquilo ali para te auxiliar mas não deixa aquilo do teu trabalho embora né Por exemplo de gente aqui tem um sistema já integrado que a gente cresce nossos clientes né então você emitir nota fiscal emitir nota fiscal de serviço não eletrônica e tem ali uma parte financeira integrada também né que é parecido com a Ju e a gente usa isso a favor do nosso trabalho aqui tanto para trabalho quanto para ter informações mais relevantes nosso cliente né prometo que realmente a tecnologia ela vem para nos ajudar nós temos que saber os alunos da melhor forma tradicional né poxa que veio muito agregar para o nosso projetos já passou de uma hora de transmissão quero agradecer a tua participação das pessoas que jamais não tenho dúvida disso né aí também tá aqui em Curitiba mas talvez para consultoria ela pode se estender até aquelas áreas de Brasília né falsa e é isso aí deixa aqui o meu muito obrigado e passou agora na sequência Antônio Fausto Luciano aí finaliza com Léo, Leonardo pelo convite e também o Leonardo também por ter explanado sobre essa área que como faço falou é a Maria até um pouco Alienígena particularmente foi tanto ir ali que ela até me perdi né então mas muito obrigado a segunda-feira com você tá bom Leonardo e muito obrigado a todos que assistiram valeu realmente é realmente um tempo um tema inóspito né Para nós se não tomar cuidado a parte que o principal papel de um contador é diminuir o tamanho da mordida do leão né então se ele conseguir apenas te dar uma pequena escada Eu acho que já tá já tá valendo significativamente a gente sempre um aprendizado e é isso não é com você colocou bastante para Piedade eu acho que entra no campo da Consultoria mas entra no campo de um planejamento tributário não é um planejamento financeiro e com isso realmente aquele do dinheiro que nós temos você deixando de pagar não é verdade você tá aumentando ou a quantidade de recursos que você vai poder aproveitar né realmente uma resposta qual é o papel específico de um contador para um profissional educação física para uma pessoa né Realmente aí um aprendizado e obrigado a todos aí e uma boa noite.

Leonardo Farah: Bacana mais um bate-papo aí bem informativo.

Obrigado Leonardo mais uma vez aí pelos esclarecimentos e quem viu viu e quem não viu perdeu e eu acho que como o meu Professor Fausto fala planejamento é tudo não só nos personal trainer na profissão de personal trainer ou em outras profissões aí obrigado aí Boa noite a todos e Saúde à todos abençoe também os professores aí do convite pelo acompanhamento aqui cabeça também aí o professor Antônio né fico te esperando na segunda-feira Então ela até deixar anotado aqui para não perder o horário e é isso aí gente queria sair de coração mesmo chamada para participar Desejo também aqui essa todos vocês e que vocês possam também tá tomando as melhores decisões aí seu negócio na sua na sua vida Deus abençoe a todos boa noite aí Amém obrigado e até a próxima!




1 visualização0 comentário

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page